HPV e Captura Híbrida

Trata-se de abordagem diagnóstica aprovada pelo FDA e ANVISA muito semelhante aos imuno-ensaios do tipo ELISA. Realizada após coleta de células cérvico-vaginais por intermédio de escova específica, nessa técnica ocorre a hibridização entre o DNA do vírus e sondas para vírus de baixo e alto risco presentes no coquetel de reagentes denominadas respectivamente de A e B.

Os híbridos assim formados são capturados por anticorpos anti-híbridos presentes no revestimento dos poços das placas utilizadas na reação. Uma vez capturados, esses híbridos são detectados pela adição de substâncias que emitem luz e que possibilitam também a amplificação desse sinal.

Quanto maior o número de híbridos, maior será a emissão luminosa a qual é captada e quantificada por um luminômetro no interior do equipamento.
De acordo com o fabricante (QIAGEN) resultados que mostrem valores de RLU (Unidades Relativa de Luz) com Cutoff maior ou igual a 1 indicam presença do vírus. É importante frisar que esses resultados dependem do número de células infectadas que são coletadas. Dessa forma, coletas com baixo número de células irão, fatalmente, resultar em um valor de RLU muito baixo e vice-versa.

Como pontos fortes da técnica salientam-se a facilidade da coleta e da execução do exame bem como a grande disseminação da mesma mantendo-se, no entanto, um alto grau de reprodutibilidade entre laboratórios. É um exame útil no diagnóstico acompanhamento da infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV). Identifica 18 tipos do HPV, divididos em sondas de baixo e alto risco para câncer do colo do útero. Permite a detecção de 1 pg/mL de DNA-HPV, equivalente a 0,1 cópia de vírus por célula.

A Captura de Híbridos não identifica os tipos virais do HPV, e sim os grupos virais. Como já referido, o teste possui dois pools de sondas, uma para os vírus de baixo risco (não oncogênicos, ou seja, que não causam o câncer) que pesquisa os tipos virais 6, 11, 42, 43 e 44; e outra para os vírus de alto risco (oncogênicos ou que podem causar o câncer) que pesquisa os tipos virais 16,18, 31, 33, 35, 39, 45, 51, 52, 56, 58, 59 e 68.