HPV na Gravidez

Mais detalhes de HPV e Gravidez

Embora o número de casos em gestantes seja semelhante ao número nas mulheres em geral, as lesões da doença são mais freqüentes neste grupo de mulheres, contudo grande parte destas lesões desaparece no puerpério (pós-parto).

Isto acontece porque durante a gravidez há uma importante alteração das defesas do organismo, permitindo ao vírus a passagem da fase de latência para a de atividade de maneira mais rápida que a habitual.

Não há evidências de que a infecção pelo HPV cause aborto espontâneo ou outras alterações.

Como o HPV já pode ser encontrado no líquido amniótico da mulher infectada pelo HPV, não existe indicação de cesárea nestes casos.

A cesareana está indicada quando as lesões causadas pelo HPV são tão exuberantes que impedem a realização de parto normal.

Com freqüência a mulher grávida que já apresentou contato com HPV anteriormente apresenta um aumento importante no numero  e tamanho das verrugas genitais, sendo que após o parto essas verrugas geralmente regridem espontaneamente.