Prevalência de HPV nas diferentes populações

Vários trabalhos, nestes últimos 20 anos, relatam um aumento da infecção pelo HPV. Relacionaremos, em seguida, os trabalhos mais importantes, assumindo que há neles referência à freqüência da infecção do HPV e enfatizando inicialmente o tipo de população selecionada para o estudo.

QUADRO I – FREQÜÊNCIAS DE HPV EM PACIENTES COM VERRUGA GENITAL

POPULAÇÃO

FREQÜÊNCIA

PAÍS

AUTOR

DATA

LESÃO
VISÍVEL

PENISCOPIA

HISTOLOGIA
PARA HPV

BIOLOGIA MOLECULAR

 

39,8/1.000.000 hab.

Inglaterra

ORIEL

1971

Verruga

NR

NR

NR

População Geral

66,9/100.000 hab.

Inglaterra

ORIEL

1978

Verruga

NR

NR

NR

ÍNDEX Nacional

169.000

EUA

BECKER

1966

Verruga

NR

NR

NR

 

1.150.000

EUA

BECKER

1984

Verruga

NR

NR

NR

População   Geral

2-3%

Finlândia

SYRJÄNEN

1989

Verruga

NR

NR

NR

 

10,2%

Brasil

PASSOS & GOULART

1983

Verruga

NR

NR

NR

Serviço Público

17,34%

Brasil

PASSOS & GOULART

1987

Verruga

NR

NR

NR

 

20,54%

Brasil

PASSOS & GOULART

1989

Verruga

NR

NR

NR

9 homens e 9 mulheres

-

Inglaterra

HILLMAN

1993

Verruga

NR

100%

PCR  67%

32 homens
com verruga

-

Brasil

TOVO

1995

Verruga

Todos (+)

 46,8%

 40,6%

Escolas,hospitais, manipuladores de peixes, aves e carnes

2-20%

Austrália

KILKENNY

1996

Verruga

NR

NR

NR

NR - não realizado               PCR – Reação de Polimerização em Cadeia

QUADRO II – FREQÜÊNCIAS DE HPV EM PACIENTES COM HIV NEGATIVO E HIV POSITIVO

POPULAÇÃO

PAÍS

AUTOR

DATA

LESÃO
VISÍVEL

HISTOLOGIA
PARA HPV

HIBRIDIZAÇÃO “IN SITU”

CAPTURA
HÍBRIDA

54 homens
HIV (+)

França

Bernard

1992

Todos

59%

66,6%
83% (oncogênico)

NR

54 homens
HIV (-)

 

 

 

Todos

52%

53,6%
37% (oncogênico)

NR

15 casos
(HIV +)

EUA

Bryan

1998

Todos

Todos HPV (+)

NR

   100%   GB – 60%

15 casos
(HIV -)

 

 

 

Todos

Todos HPV (+)

NR

    100%  GB – 26,6%

NR – não realizado              GB – Grupo B

QUADRO III – FREQÜÊNCIAS DE HPV EM PARCEIROS DE MULHERES COM NIC

POPULAÇÃO

PAÍS

AUTOR

DATA

LESÃO
VISÍVEL

PENISCOPIA

HISTOLOGIA
PARA HPV

BIOLOGIA MOLECULAR

Esfregaço
peniano

EUA

Krebs

1987

16%

86%

65%

NR

113 parceiros
mulheres/NIC

México

Gonzales

1991

29,2%

69,9%

91,65%

NR

402 parceiros
mulheres com
NIC ou HPV

Itália

Koronel

1991

7,7%

62,9%

80,5%

NR

NR – não realizado  NIC – Neoplasia intra-epitelial cervical

QUADRO VI –  FREQÜÊNCIAS DE HPV EM PARCEIROS DE MULHERES COM HPV SEM DIAGNÓSTICO
POR BIOLOGIA MOLECULAR

POPULAÇÃO

PAÍS

AUTOR

DATA

LESÃO
VISÍVEL

PENISCOPIA +
ÁCIDO ACÉTICO

HISTOLOGIA
PARA HPV

51 parceiros

EUA

Sedlacek

1986

18%

100%

88%

10 parceiros

Brasil

Jacyntho

1987

NR

NR

60%

25 parceiros

Brasil

Jacyntho

1988

NR

80%

72%

70 parceiros

Itália

Torrisi

1989

10%

60%

64%

41 parceiros

Brasil

Jacyntho

1989

NR

70,7%

56%

113 parceiros (alto risco)

 

 

 

27%

69%

69%

 

EUA

Bergman

1992

 

 

 

94 parceiros (baixo risco)

 

 

 

0%

1,9%

1,9%

190 parceiros mulheres c/ ou s/ NIC

Brasil

Nicolau

1997

NR

97,9%

51,%

63 parceiros

Israel

Maymon

1995

14%

24%

24%

NR – não refere

QUADRO V – FREQÜÊNCIAS DE HPV EM PACIENTES ATENDIDOS EM CLÍNICA DE DST

POPULAÇÃO

PAÍS

AUTOR

DATA

LESÃO
VISÍVEL

PENISCOPIA

HISTOLOGIA
PARA HPV

BIOLOGIA MOLECULAR

OBS.

101 homens com balanite ou parceira com HPV

Suécia

WIKSTRÖM

1992

NR

91%

73%

19% HSI
49% SB
72% PCR

-

65 homens

Suécia

Strand

1993

15%

NR

NR

29,2%

PCR

85 homens

Holanda

Van
Doornum

1994

NR

NR

NR

28%

PCR

NR – não realizado     PCR – Reação de  Polimerização em Cadeia     HIS – Hibridização “in situ”     SB – Southern Blot

QUADRO VI–  HOMENS ATENDIDOS EM CLÍNICA UROLÓGICA

POPULAÇÃO

PAÍS

AUTOR

DATA

PENISCOPIA

HISTOLOGIA/CITOLOGIA

BIOLOGIA MOLECULAR

1387 homens com suspeita de HPV

Brasil

Julio Carvalho

1999

79%

74%

35%

105 homens assintomáticos

EUA

MANDAL

1991

NR

27%
citologia

20%

562 parceiros de mulheres com HPV

Brasil

GUIDI

1997

42,3%

78%
histologia

NR

18  homens

Rússia

VODOPYANOV

1998

NR

NR

30%

NR – Não realizado

QUADRO VII – FREQÜÊNCIAS DE HPV EM PARCEIROS DE MULHERES COM HPV DIAGNOSTICADAS
POR BIOLOGIA MOLECULAR

POPULAÇÃO

PAÍS

AUTOR

DATA

LESÃO
VISÍVEL

PENISCOPIA

HISTOLOGIA
PARA HPV

BIOLOGIA
MOLECULAR

101 parceiros

Finlândia

HippelÄinen

1991

9,9%

90,1%

63,4%

32,6%

65 parceiros

Itália

Costa

1992

NR

96,9%

47%

21%

270 parceiros

Finlândia

HippelÄinen

1993

7,4%

92,6%

71,5%

19,7%

135 parceiros

França

AYNAUD

1994

NR

46%

NR

43,7%

156 parceiros

Alemanha

Schneider

1988

0%

77%

NR

Esfregaço 39%

NR – não realizado