HPV e Semem/Liquido Seminal/Esperma/Espermatozóide

Alguns estudos confirmam a presença do DNA do HPV em líquido seminal no interior do deferente de pacientes vasectomizados e fragmentos de DNA do HPV em espermatozóides.
Foi constatada astenospermia (alteração na motilidade dos espermatozóides) nos pacientes com fragmentos de DNA do HPV nos espermatozóides.
Dessa maneira, essa infecção pode estar relacionada com infertilidade e merece estudos futuros.
Quanto à contaminação do espermatozóide pelo HPV, maior atenção deve ser dada no momento de uma inseminação, talvez sendo aconselhado testes de DNA no semem do doador, pois mesmo a realização de lavagens dos espermatozóides antes de uma inseminação não elimina as partículas virais do semem.
Deve-se ter cuidado na utilização de semem de doador também em relação as DST, pois estudos evidenciam a contaminação do semem com ureaplasma, micoplasma, citomegalovirus, estreptococos betahemolíticos e herpes vírus.